Biometria e o ciclo de vida do cidadão

Segundo artigo da série sobre a Biometria explica como os serviços acompanharão o cidadão durante toda a vida

 

O técnico da Sala de Situação do Goiás de Resultados, Madson Ribeiro, publicou artigo no jornal Diário da Manhã sobre como os serviços públicos serão oferecidos ao cidadão por meio da biometria, de forma mais moderna e ágil. Confira a íntegra abaixo ou no link http://impresso.dm.com.br/edicao/20200915/pagina/14

 

Biometria e o ciclo de vida do cidadão

 

Imaginamos que um dia o governo possa estruturar o sistema de ensino básico, com definição da quantidade necessária de vagas a serem ofertadas em uma determinada região pelo número de nascimento de crianças nos anos anteriores.

Prevemos que um dia a administração pública vai oferecer um sistema de transporte público com uma mobilidade cidadã quando conhecer realmente a quantidade de pessoas que necessitam se deslocar de uma região à outra para trabalharem diariamente.

E ainda pensamos que poderemos um dia ter informações concretas e corretas se determinada criança de um pequeno município de fato recebeu sua dose da vacina de paralisia infantil. Com o Sistema Estadual de Informações Cidadãs (SEIC) isso, em breve, se tornará realidade em Goiás. O Projeto de Lei que estabelece o uso da ferramenta será enviado pelo governo estadual ao Poder Legislativo.

Quando pensamos que os dados públicos devem ser utilizados para formular políticas públicas de forma preditiva, já planejando hoje a resolução de problemas identificados para daqui a 5 ou 10 anos, não estaremos inovando, mas simplesmente sendo eficientes. Organizar a coleta, o abastecimento e a consulta aos diversos bancos de informações e dados já existentes em vários órgãos estaduais, de forma compartilhada, permite o estudo e análise via inteligência artificial e o cruzamento de dados, conseguindo de uma forma muito mais assertiva colocar a máquina pública direcionada para resolver as necessidades da população.

Isso reflete em trazer para o hoje eficiência, eficácia, efetividade, excelência e economicidade que sempre buscamos e são propostos nos planos de governo. O Governo do Estado de Goiás, de forma bem direta, instituiu o Programa Goiás de Resultados, com suas 20 metas prioritárias, para cumprir com o Plano de Governo e o PPA 2020-2024, sendo uma delas a Biometria Cidadã. Na prática, se refere a promover durante todo o ciclo de vida do cidadão, desde seu nascimento até a sua morte, o registro biométrico, biográfico, digital e/ou eletrônico em todos os momentos que ele tiver acesso a alguma política pública. Todos esses dados serão compilados e integrados no SEIC, facilitando a inteligência competitiva acima citada.

A frase “O que não se mede, não se gerencia”, atribuída ao consultor W. Edwards Deming e perpetuada por Peter Drucker, nos indica claramente que as políticas públicas devem ser pensadas a partir de uma base concreta de dados e informações, rompendo com os achismos, retrabalhos e desvios de rumos tão comumente vistos, que geram o desperdício absurdo de dinheiro público e a baixa eficiência.

E o SEIC é destinado a apoiar a gestão pública na formulação e avaliação de políticas públicas e aperfeiçoamento constante dos serviços a partir da base de informações sobre os eventos de vida do cidadão, durante a sua interação com a administração pública, ou entidades conveniadas, ao se relacionar com os órgãos e entidades na obtenção de serviços ou qualquer outra forma de interação.

Identificar cada cidadão pelo seu CPF, conhecer suas reais necessidades, sequenciar as diversas políticas públicas durante toda a sua vida, ofertando seja saúde, educação, cidadania, paz social, habitação, saneamento ou emprego é uma das metas prioritárias e o Programa Goiás de Resultados, juntamente com os órgãos públicos envolvidos, vem transformando em realidade todo o planejamento do Governo Estadual, devolvendo o governo para o goianos, promovendo transformação social, geração de legado e atendendo de forma individualizada aqueles que mais precisam.

 

Madson Ribeiro é integrante do Comitê Gestor do Programa Goiás de Resultados​