Como será a ampliação da testagem em Goiás

Aplicativo para smartphones vai auxiliar no rastreamento de pacientes com a Covid-19

O Governo de Goiás já inicia de imediato, a partir desta quarta-feira (22/07), a ampliação da testagem e do monitoramento, com o uso do aplicativo Dados do Bem. A ação começa por Goiânia, com quatro locais de testes RT-PCR – exame que identifica o coronavírus no período em que está ativo no organismo humano – cadastrados no aplicativo. Ainda nesta semana deve entrar em operação na cidade de Anápolis. Depois, na semana que vem, de forma gradativa, os testes vão ser aplicados nos demais municípios à medida em que as prefeituras forem se estruturando e assinarem o termo de adesão.

Superintendente de Vigilância em Saúde da SES-GO, Flúvia Amorim esclarece que a distribuição dos testes observa os dados epidemiológicos de cada um dos 78 município contemplados inicialmente. Os critérios técnicos levam em conta a dimensão populacional, a proporção de testagem atual e a população de risco existente, entre outras variáveis.

O secretário de Estado da Saúde, Ismael Alexandrino, explica que o programa será um complemento de testagem já realiza atualmente, na medida em que expande a capacidade diária já realizada. Ele acentua que a nova metodologia não substitui as estratégias já adotadas. Também destaca a importância de os gestores municipais assumirem o compromisso de conscientizar a população sobre a necessidade de instalar o aplicativo e efetivar, de forma ágil, o transporte das amostras dos municípios até o Lacen.

Para o titular da Secretaria-Geral da Governadoria, Adriano da Rocha Lima, é de fundamental importância que a população de Goiás como um todo baixe o aplicativo, disponível gratuitamente nas lojas virtuais. “Mesmo aqueles que não moram nos 78 municípios definidos para a testagem em massa devem se cadastrar a fazer a autoavialiação. Quanto mais pessoas baixarem, mais informações teremos no combate à pandemia”, afirmou. As informações sobre locais e regiões com maior índice de contaminação são essenciais, não só do ponto de vista epidemiológico, mas também para que Estado e municípios adotem ações de combate ao coronavírus.

Atualmente, a SES-GO realiza de 250 a 400 testes por dia, pelo Laboratório Central de Saúde Dr. Giovanni Cysneiros (Lacen), em Goiânia. Com o novo programa, deve realizar, na primeira semana, de 500 a mil testes ou mais por dia. Gradativamente o processamento dos exames será ampliado, podendo chegar a mais de 4 mil testes por dia.  A SES-GO tem a meta de realizar o teste em cerca de 240 mil pessoas, aproximadamente 5% da população de Goiás.

Uso do aplicativo


As 18 Regionais de Saúde da SES-GO vão distribuir os kits de coleta e material auxiliar aos 78 municípios pré-selecionados. O programa de testagem e monitoramento será efetivado com o uso do aplicativo “Dados do Bem”, desenvolvido pelo Instituto D’Or, em parceria com a Zoox Smart Data. A ferramenta permite monitorar pacientes com Covid-19 e rastrear os seus contatos (pessoas que tiveram contato com paciente contaminado), alertando da necessidade de isolamento e testagem dessas pessoas. 

Cada usuário poderá baixar o aplicativo gratuitamente e responder às perguntas no campo autoavaliação. Quem tiver indicação para fazer o exame RT-PCR deverá selecionar uma uma das opções de locais apresentadas na própria plataforma. Em seguida, a pessoa receberá no celular um voucher com um QR Code, que será escaneado na unidade de saúde indicada. O agendamento do teste se dará exclusivamente pela ferramenta. 

Aqueles que receberem a indicação para o exame deverá deverão selecionar uma das opções de locais apresentadas na própria plataforma. Em seguida, a pessoa receberá no celular um voucher com um QR Code, que será escaneado na unidade de saúde indicada. O agendamento do teste se dará exclusivamente pela ferramenta.

Caso o resultado dê positivo, o infectado indicará até cinco pessoas com quem ele tem mais contato. Cada um desses indicados receberá uma mensagem no celular, com o voucher, e será convidado a também fazer o teste. Dessa forma, o aplicativo consegue mapear a população afetada pelo novo coronavírus. As informações são lançadas em uma plataforma que analisa e correlaciona os dados. A partir daí, fará o mapeamento epidemiológico por bairro e até por rua.

Amostras


As amostras serão coletadas pelos municípios e transportadas até o Lacen, na capital, que também fará o armazenamento e a embalagem, em caixas específicas, para o transporte de material biológico. Após o preparo, diariamente, as caixas com as amostras serão transportadas de avião para a Fiocruz, no Rio de Janeiro. A Fiocruz se responsabilizará pelo transporte e processamento das amostras. A previsão é que o resultado das análises seja liberado em até 48 horas e visualizado pelo paciente pelo aplicativo Dados do Bem.

 

Os municípios abrangidos pela ferramenta são: Abadia de Goiás, Abadiânia, Acreúna, Águas Lindas de Goiás, Alexânia, Anápolis, Anicuns, Aparecida de Goiânia, Aragarças, Americano do Brasil, Alto Paraíso de Goiás, Bela Vista de Goiás, Bonfinópolis, Buriti Alegre, Bom Jesus de Goiás, Barro Alto, Cachoeira Alta, Caçu, Caldas Novas, Catalão, Ceres, Cidade Ocidental, Cocalzinho de Goiás, Crixás, Chapadão do Céu, Campos Belos, Cristalina, Formos, Goianésia, Goiânia, Goiás, Goiatuba, Guapó, Goianápolis, Hidrolândia, Inhumas, Iporá, Itaberaí, Itumbiara. Ipameri, Jataí, Jussara, Luziânia. Leopoldo de Bulhões, Maurilândia, Mineiros, Montividiu, Morrinhos, Niquelândia, Nova Crixás, Nova Glória, Orizona, Padre Bernardo, Palmeiras de Goiás, Pirenópolis, Pires do Rio, Planaltina, Porangatu, Posse, Piracanjuba, Quirinópolis, Rio Verde, Rubiataba, Rialma, Santa Helena de Goiás, Santo Antônio de Goiás, Santo Antônio do Descoberto, São João D'Aliança, São Luís de Montes Belos, São Simão, Senador Canedo, Silvânia, Terezópolis de Goiás, Trindade, Uruaçu, Valparaíso de Goiás e Vianópolis. 
 

Secretaria-Geral da Governadoria - Governo de Goiás