Governo de Goiás libera R$ 18 milhões em linha de crédito para empresários do transporte escolar

Vice-governador Lincoln Tejota participou de anúncio do governador Ronaldo Caiado para beneficiar microempreendedores do transporte escolar

"Tenho a grata satisfação de compor um governo em que as decisões são construídas coletivamente, em que o nosso governador prioriza sempre a população do estado, numa gestão itnegrada com os demais Poderes", disse o vice-governador Lincoln Tejota, durante anúncio da liberação de crédito a empreendedores do transporte escolar, feito na manhã desta segunda-feira (1º/06). 

O presidente da Assembleia Legislativa de Goiás, Lissauer Vieira, também estava presente na solenidade, que seguiu todas os protocolos de segurança para Covid-19, e ouviu do governador Ronaldo Caiado, elogio à atuação republicana da Casa. “É muito importante termos uma Assembleia como temos hoje, imbuída da responsabilidade de fazer com que o Estado de Goiás atravesse essa pandemia”, ressaltou. “Aquilo que é parcela de cada um eu quero realçar, no meu governo não existe a figura do governador como sendo o “Todo Poderoso”, frisou.

Crédito 

A nova linha de crédito do Governo de Goiás vai liberar R$ 18 milhões, por meio do programa Goiás Empreendedor, para o atendimento de dois mil empresários que trabalham com vans e ônibus escolares. Serão disponibilizados R$ 9 mil para cada operação, divididos em três parcelas mensais de R$ 3 mil, com 12 meses de carência e 48 meses no total para pagamento, a juros de 0.8% ao mês. 

Para o vice-governador Lincoln Tejota essa é uma resposta que o governo está dando a uma categoria duramente afetada pelas medidas de combate à propagação do novocoronavirus. E demonstra a luta que o governador Ronaldo Caiado tem empreendido no governo, para amenizar a situação instaurada pela crise sanitária, com foco, principalmente, na busca por assegurar atendimento médico de qualidade à população, mas sem deixar de lado a economia.

Minuto de silêncio

Durante o anúncio, o vice-governador fez questão de lembrar que proteger a vida humana tem sido a prioridade  do governo. Ele lembrou que cada número de óbito divulgado representa uma pessoa, uma familia, alguém que fará muita falta à sociedade. Tejota pediu um minuto de silêncio em memória do soldado da Policia Militar, Ubirajara Salaes, que morreu nesta segunda-feira, vítima de Covid-19.

O soldado, que tinha cinco anos na corporação, prestava seus serviços no 9º Batalhão da PM na capital, e foi o primeiro agente da segurança pública de Goiás a morrer vítima da doença. "Tem gente que não está se importando com a epidemia. Mas tem gente que arrisca a prória vida, veste seu jaleco, veste sua farda, seu uniforme e vai servir à sociedade. Em memória de pessoas como o soldado Ubirajara, temos que nos comprometer com o combate ao coronavírus", enfatizou.