Assinatura de protocolo de intenções prevê investimentos de mais de R$ 1 bilhão e geração de mais de 10 mil empregos

Nesta segunda-feira, 25, mais 21 empresas anunciarão sua chegada em Goiás, somando 64 empreendimentos em 2020

Visão aérea de polo industrial

O vice-governador Lincoln Tejota, ao lado do governador Ronaldo Caiado e do secretário de Indústria, Comércio e Serviços (SIC), Wilder Morais, participa nesta segunda-feira, 25, da solenidade para assinatura de protocolos de intenção com 21 empresas que vão se instalar ou ampliar seus negócios em Goiás. Desta vez, a solenidade acontecerá às 10h, de forma remota por conta da pandemia do coronavírus. Prefeitos, deputados e representantes de instituições empresariais que congregam os beneficiados com a celebração do acordo também participarão do evento.

Esta é a segunda solenidade para assinatura de protocolos de intenção realizada este ano pelo governo estadual. A primeira aconteceu em fevereiro e anunciou a chegada de 43 novas empresas no estado. Desta vez, 21 novas empresas se instalarão em Goiás com o respectivo incremento de mais de R$ 1 bilhão na economia goiana. A previsão é que as novas empresas vão gerar mais de 10 mil empregos diretos e indiretos no território goiano.

Para Tejota, a chegada das novas empresas representa um importante momento para o desenvolvimento do estado. “Diante do tempo delicado que estamos vivendo, estas novas instalações reforçam nosso compromisso de reconstrução e regionalização do desenvolvimento de Goiás e de atenção com todo nosso povo. A geração de emprego por estas empresas proporcionará novas oportunidades e mais qualidade de vida aos goianos”, afirmou.

A escolha da data, 25 de maio, para manifestação da chegada das novas empresas tem um motivo especial: é Dia da Indústria, e o Governo de Goiás presta homenagens às indústrias goianas com o anúncio da chegada de novas empresas no estado.

A meta do governo estadual é promover o desenvolvimento, criação de postos de emprego, com a devida absorção de mão de obra e movimentação de caixa, mediante investimentos no setor privado com incentivos governamentais, por meio do ProGoiás, novo programa de incentivos fiscais do Estado. A instalação das empresas ocorrerá em 18 municípios, distribuídas em todas as regiões de Goiás, com destaque para o Norte, Nordeste e Entorno do Distrito Federal.

O trabalho de atração de investimentos em Goiás tem como meta a regionalização do desenvolvimento, numa escalada positiva da economia. “O governo tem no engrandecimento regional com ênfase no crescimento das localidades mais carentes, um dos fatores de superação dos efeitos das crises sanitária e econômica”, frisa o secretário Wilder Morais.

 

Dois meses

 

A movimentação de serviços para a instalação e o início das atividades produtivas das indústrias nos 18 municípios goianos, seguindo critérios adotados pelo protocolo de intenção e adesão ao ProGoiás, deve ocorrer em um prazo de 60 dias, a partir da materialização das negociações.

“Seguimos confiantes na retomada da economia goiana. Desde o início de 2019, junto ao governador Ronaldo Caiado, temos buscado, de forma responsável, investidores nacionais e internacionais. Da mesma forma, o secretário Wilder e os representantes das demais pastas. Todos estamos trabalhando alinhados e focados no melhor por Goiás e pelo povo goiano”, finalizou.